VERSTAPPEN: UM NOVO ÍDOLO MUNDIAL?

Verstappen

por- Alexandre Vasconcellos (16/05/2016)

      Max Verstappen vinha sendo apontado por muitos como um novo monstro do automobilismo por alguns mais sensacionalistas, mas sinceramente, depois de tantos anos acompanhando competições e ver tantos nomes serem indicados que não se confirmaram, fiquei esperando Max conquistar essa indicação. E hoje, 15 de maio de 2016 ele o fez; e fez de forma magistral. Ah, você pode dizer, ele aproveitou a chance e só venceu porque as Mercedes ficaram fora! Sim, as Mercedes estavam fora, mas as Ferraris estavam dentro e seu companheiro de equipe, Ricciardo, estava dentro e ambos muito fortes.

      Max largou em 5o, subiu para segundo com o acidente entre Rosberg e Hamilton, e assumiu a tática de 2 paradas, uma a menos do que Ricciardo e Vettel, mesma usada por Raikkonen. E foi brilhante, espetacular, sem erros; venceu e para mim, convenceu: rápido, seguro, sem erros importantes, calmo, determinado…faltam adjetivos, essa é a verdade. Agora é torcer para que esse sucesso, merecido, não atrapalhe a cabeça e dê a ele, a oportunidade de continuar a vencer, lutar e buscar o que todo piloto quer: o título de campeão mundial! E, é claro, continue a dar shows, porque é isso que queremos!!

Marko-Verstappen

      Vale lembrar que o pai, Jos Verstappen, era um piloto rápido, mas batedor e sem nenhum resultado importante, embora tenha andado em equipes boas (Benetton, por exemplo); a mãe, Shopie Kumpen, uma das raríssimas mulheres a andar na Categoria A do Mundial de Kart e, segundo Rubens Carrapatoso – brasileiro ex-campeão mundial da categoria – era muito rápida. Assim, o garoto têm pedigre!!!

      Também destaco que fui muito crítico com ele no ano passado, mas pelas reclamações via rádio que ele fazia, não pela espetacular pilotagem; o garoto é mesmo muito talentoso!!

Choque de Mercedes

      O que falar da batida entre Rosberg e Hamilton? Rosberg largou melhor, matou a vantagem da pole obtida por Hamilton, o que deve ter enfurecido o inglês. No contorno da longa curva 3, Rosberg foi muito lento, o que permitiu a Hamilton colar nele em velocidade muito superior; Hamilton tentou a ultrapassagem exatamente quando Rosberg decidira puxar o carro para a direita…pronto, a confusão estava armada. Isto porque, como disse, a diferença de velocidade era grande, Hamilton foi para a grama e aí não teve como parar o carro, levando o companheiro junto para fora da pista, acabando com o corrida dos dois. Imagine como deve ter sido interessante a conversa lá no motor home da equipe, hic!

Acidente-Mercedes

Massa e McLaren

      A prova do Massinha foi muito boa, para quem largou lá de trás, ser o 8o colocado até que não foi ruim, mas que ele e a Williams precisam acordar para não errar a hora de sair para classificar, precisam! Essa não foi a primeira vez que fizeram essa bobagem, mas espero que seja a última, afinal, ninguém precisa ser o último a tentar a volta rápida, como já demonstraram as Mercedes e as Red Bulls.

      E a McLaren, hein? Alonso entre os alinhados para o Q3 com Button em 12o e na corrida, os dois estavam entre os 10 primeiros (Button 9o e Alonso 10o), quando o motor de Alonso apresentou problemas. O carro e o motor estão em franca evolução, que beleza. Aliás, beleza foi a largada do Button, que fez lindas ultrapassagens por fora na primeira curva, assim como o espanhol Sainz! Bonito de ver!!

      No final, para Rosberg o resultado foi excelente, pois Hamilton ficou mais fragilizado ainda na equipe e ele virou vítima. Que venha Monaco!!

 

Acompanhe

Publicidade